Sou testemunha de quanto as mulheres têm dificuldades de aceitar o que Maria escreve. Mesmo você falando com elas com carinho, a maioria faz que aceita. Penso: porque isso? É tão mais fácil corrigir nossos erros, do que questionar o que ELA escreve em suas cartas com respeito à mulher. Acredito que essa dificuldade que encontram minhas irmãs, só pode ser a falta de humildade. Onosso ego, alimentado por Lilit, está consumindo nosso ser “mulher”, e isso é muito triste. Vamos voltar lá atrás, quando DEUS criou Adão e formou Lilit para ser sua mulher. Adão, ao despertar do sono, encantou Lilit e a amou. Mas parece que isso não durou muito. Lilit quis ter os mesmos direitos de Adão.

Não sei como começar este apelo, mas confio em Maria que vai me ajudar e conduzir. Com respeito, suplico aos Sacerdotes para ajudarem Maria. Muitos, a maioria discorda de suas cartas e alertas e fala palavras agravantes para ELA. Alguns dizem amá-la. Mas que amor é esse? ELA escreve com tanta clareza, explicando até como as mulheres agem, procedendo erradas, denegrindo a imagem do homem, e os Sacerdotes ainda ficam do lado da mulher? Devem ficar com Maria, falar na linguagem DELA. Ainda ontem, 30/01/2013, recebemos na casa de Maria a visita de um Padre. Como todos os outros, entrou com respeito.

E as únicas responsáveis somos nós, as mulheres. Começando pela mãe, tias, primas, irmãs , etc. Digo mãe, porque ela gera o filho. No seu ventre, ele já é vida plena, só não fala, mas ouve, aceita todo desafio. Sua mãe, falando o que não deve, muitas vezes denegrindo a imagem de seu pai com palavras pesadas e, às vezes, preferindo uma menina. Quanto sofre o homem! Maria sempre escreve “VEJA JÓ 14” - o homem nascido da mulher. De uns tempos para cá, tem multiplicado o número de crianças, adolescentes, jovens e adultos envolvidos no crime, nos vícios, etc. E aí começa o sofrimento da mãe e da família, somente deles, o do viciado não, ele simplesmente vive o prazer e curtição, no nosso ver todos são felizes e estão neste mundo de perdição porque querem. Não! Não é mesmo!

Tragédia em Santa Maria - muitos vão dizer que não tem nada a ver em referência às cartas que Maria tem escrito ao povo. Mas veja esta mensagem da Senhora Sant’ana,depois que você ler, como poderá continuar ainda achando que estas mensagens são inventadas ou criadas por humanos? Podemos ser inteligentes, mas conhecer e até mesmo enxergar ao mesmo tempo o mundo inteiro, isso é impossível, DEUS não nos deu este poder, somente nos abençoou com a inteligência. Agora vejam o tamanho da nossa arrogância e nosso ego, é a Mãe de Maria, Senhora Sant’ana que fala: ...

Irmãos, Maria ao escrever em sua carta esta frase “AMAI VOS AOS OUTROS COMO SE FOSSEM VOCÊ AMA-SE A TÍ MESMO!”,seria bom se pudéssemos com carinho refletir junto com Maria.Principalmente minhas irmãs mulheres. Maria continua preocupada, podemos sentir em seus avisos e alertas angústia, aflição, preocupação e sabem porque? Corremos o risco de não termos uma boa morada no Céu. Nossa desobediência à Maria está muito além do nosso ser. Do jeito que caminha a humanidade, os homens estão matando eles mesmos. Numa só noite, quantos homens são mortos! Está assustador! E quantas mulheres, a maioria com certeza, devem se perguntar:

Minhas irmãs, as cartas de Maria Santíssima ao mundo são claríssimas! Só uma ou outra que precisa de esclarecimento, devido o assunto estar relacionado com os acontecimentos em sua casa no dia a dia. Mas como você se comportaria , diante de um pedido assim: “EU SOU MARIA DA BOA MORTE E FALO SÉRIA FILHA AVISE A ELAS PARA QUE TOME CONCIÊNCIA DO QUE FALAR AOS HOMENS POIS O DIVINO NÃO ESTAR CONTENTE COMO AGE NÃO!”Sinto-me no dever de fazer minha parte, como mulher que sou. Reparar primeiro como estou e depois alertar vocês, minhas irmãs, mulheres do mundo inteiro.

Sinto nesta carta que Maria está desabafando uma dor. Quero ajudar nossa Mãe, mas sozinha não posso. Preciso da ajuda das minhas irmãs do mundo inteiro. Se analisarmos bem, vamos ver e também ter a chance de nos conscientizarmos do quanto estamos erradas ao julgarmos o homem. Sempre paro e penso:“Meu DEUS, não podemos Te ver, porque estás dentro do próprio homem. E tudo que fizermos com um homem, estamos fazendo diretamente a Ti. Tudo isto é muito sério e não alcançamos esta dimensão.”