Muitas mulheres, mesmo sabendo que deveriam deixar a natureza se encarregar de trazer seus filhos ao mundo através de seus ventres,não agem assim, se o método natural demora, já se desesperam e então preferem insistir com a ciência. Ali fazem uma tentativa, duas, três e outras, ainda assim, não ficando grávidas, se revoltam contra DEUS, insistem com Ele, ficam cobrando de Maria uma coisa que ELES sabem bem o porquê não dar o filho. Talvez seja para o próprio bem da criança ou até mesmo dos pais. Mas a desobediência torna os filhos cegos.

Maria, como Senhora Boa Morte, está me alertando nestas mensagens. coisas que parecem simples para nós, e para o Céu não é. Dia 18/10/13, estávamos sentados em sua casa, ouvindo o testemunho de uma cura do câncer. A senhora a qual relatava o mesmo, sua filha e alguns voluntários ali estávamos a ouvir. E na sala do altar, ajoelhada, estava uma senhora rezando. E fiquei observando por um bom tempo, no canto da talha, o reflexo do rosto de uma mulher, ainda olhei e não vi nada que pudesse estar fazendo aquele reflexo no vidro do altar. E falei: “Vejam no vidro do altar.”Olharam e confirmaram: “ É o rosto de uma mulher.” Ainda perguntaram: “ É Nossa Senhora?” Respondi:“

As mensagens de Maria Santíssima são claras para mim ou aqueles que estão mais próximos da obra. Mas para outros que não têm a possibilidade de estar visitando ou freqüentando diariamente, devido os compromissos com seus afazeres, sinto necessidade de esclarecer esta mensagem, na qual Maria diz: “AS ORAÇÕES DAS BOAS NÃO ALCANSA MAIS OS IDEAIS DE SALVAR OS HOMENS POR CAUSA DAS MÁS “ Muitas mulheres vão perguntar entre si: então não adianta mais rezar? E elas mesmas vão também expressar: pois se não vai salvar o homem, meu filho, marido, pai, irmão... então não precisa mais nem ir à missa. Você que pensa assim, irmã, está errada. Não podemos desistir.

O que me chamou a atenção foi o e-mail de uma amiga que recebi. No mesmo, ela falava que no Jornal Hoje foi lembrado o Dia das Crianças, mas o Dia da Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, não! E também muitas crianças estão crescendo pensando nos presentes: algumas escolhem brinquedos caros que o pai não pode comprar, elas não entendem e fazem pirraça, deixando os pais tristes, sentindo-se culpados por não poderem agradar aos filhos com suas escolhas impossíveis. Parece uma coisa natural, que se vê a toda hora, mas não.

Tenho percebido em Maria Santíssima uma preocupação com esta “LEI DO DEMÔNIO FEMININA”Porque os homens, digo do sexo masculino, não agem em favor deles mesmos? Quando despertarem para o que acontece com vocês, irmãos, será tarde demais! As mulheres já vão estar com força total, e aí os poucos homens envolvidos com as leis, digo, os Srs. Advogados, Promotores, Juízes e outros, não terão vozes e nem mais autoridade para agir em defesa do próprio homem, esse que DEUS criou à sua imagem e semelhança. Sou mulher, assim como Maria, mãe da humanidade, também preocupo com minhas irmãs mulheres, principalmente as que não querem ouvir os alertas e avisos de Maria Santíssima.