Mais uma carta triste mas, ao mesmo tempo, também bonita. Sinto-me bastante mexida com a mesma. Pois aqui Maria me pergunta: o que acho? Respondo à ELA e ao mundo: Os homens são puros e puros. Alguns deles podem ficar até assustados, outros já conseguem ver e sabem que Maria está certa. Eles jamais vão discordar DELA. Para proteger sua mulher ou a mulher, ele vai dizer:“Ela é boa.” Mesmo sabendo que lhe fez e faz tanto malpor falar do homem, e a maneira que o trata em sua casa ou diante da sociedade.Mas também não vai discordar de Maria. São poucos homens que visitam a casa DELA. Falo, numa excursão de 40 a 50 pessoas, 2 ou 3 são homens e, o restante, mulheres.

Nesta mensagem a seguir, Maria escreve assim: MAS EU SOU UMA BOA ESPOSA PARA ELE PORQUE ELE ADOECE TANTO! SIM MAS A SUA AMIGA NÃO É! AS VEZES BOA SE ELAS DIZ A OUTRAS MULHERES EU NÃO VOU COM O SISTEMA DO MARIDO DA QUELA AMIGA! E AÍ VOCÊ NÃO SABE QUE AQUELA AMIGA ESTAR LEVANDO O TEU MARIDO A MORTE” Isso é muito sério e importante para tomarmos os cuidados necessários. Às vezes, meu marido está indisposto ao receber ou fazer sala para minhas amigas, daí ele vai ver uma televisão, ou vai dormir. Ou então me pede: “Quero descansar.” Tenho que ser sábia. Se posso ajudá-lo no que me pede, o que me custará atender? Sei que com este aviso de Maria, não devo jamais falar para minhas amigas que meu marido é chato, ou sistemático, ou qualquer outra coisa. Pois ela vai tomar por ele antipatia, e isso vai lhe custar a saúde ou até mesmo a vida. Como é sério! Posso usar o seguinte termo:

Tudo é muito sério, minhas irmãs, minhas amigas, e falo a toda minha descendência (a mulher). Percebo uma dificuldade grande de entendimento com as mulheres que converso. Em algumas, sinto um desejo misturado com uma sede de compreensão no que o céu nos pede. Mas na hora de colocar em prática, não é aquilo que Maria alertou que fazem, elas ouvem é lilit. Como podem deixar-se iludir tão fácil?Devemos saber, e trabalhar em nós para que permaneça somente aquilo que nos mostra e nos faz sentir agraciados por DEUS.

Me despertou atenção, o trabalho do Globo Reporte com referencia a Natureza. Quando chegaram para gravar na casa, o respeito com o fenômeno e o carinho pela natureza. Não tive muito tempo para refletir ali, mas fiquei pensando quando puder vou pensar melhor. Maria escreve alertando a mulher, com referencia a falta de respeito ao homem. Mas ELA nos quer chamar uma atenção ainda maior. Se estamos denegrindo o homem que é a semelhança de DEUS, este também não vai ter a capacidade para pensar, respeitar e daí de um todo, vão estar desrespeitando a DEUS. Pois ELE quando criou o homem, criou primeiro a natureza e esta deve ser respeitada.

Devemos prestar atenção no que alerta Maria Santíssima. ELA é a mulher revestida de honra e glória e sua luz brilha mais que o próprio sol! ELA tem poder no que fala e pode fazer acontecer na hora em que quiser. DEUS deu à Maria poder supremo. Devemos pensar, minhas irmãs, refletir: Como estou desatenta e desobediente ao que me pede essa Santa Mulher! ELA avisa, alerta, nos revela segredos do Divino e, quando temos dificuldades de entender, escreve outra carta falando claramente, explicando o porquê de tudo isso. Mas, ainda assim, continuamos a ignorar sua cartas. Mesmo vendo os acontecimentos chegando com a velocidade da luz, ainda assim, prefiro continuar “na minha”.

Vejam que carta! Maria continua falando do extermínio e que, em alguns países, já tem mais mulheres do que homens, ELA escreve aqui “DOBROU”. Como será o mundo daqui a uns dias? Maria está tentando nos mostrar a realidade. ELA fala dos homens mortos, que já existiram e não existem mais. E agora os que estão nas cadeias superlotadas, que nós, as mulheres, colocamos lá. E o mais triste é de saber que eles estão ali, a maioria, inocentes. Com falsos argumentos, por falta de pensão e outras coisas que fizemos para que eles caíssem. E essa lei,pela maneira que é citada “LEI DO DIABO LILIT”, podemos acreditar que para Maria escrever assim, é uma lei falsa, formadas de e com mentiras.

Uma voluntária sempre vem falando comigo de algo que a incomoda muito. Então pedi a ela que, com seu filho de 10 anos, se dirigisse até o Altar de Maria e falasse com ELA sobre o que vem acontecendo já há alguns anos em sua propriedade. Assim a voluntária fez. E, para nossa surpresa, Maria escreveu. Refleti sobre sua carta, mas não o tanto que deveria. E para mim já estava resolvido. A voluntária já tinha se decidido a deixar ali para a Igreja fazer uma escola de catequese ou coisa assim. E quando ela falou dos sinais na parede, pensei: